Em 01 de janeiro de 2002, iniciou a gestão do primeiro grupo de conselheiros (Curador, Diretor, Fiscal e Cultural) da Fundação Sócio-Cultural José Ricardo, presidida por Luiz Murillo Tobias – que, entre 1999 e 2002, foi responsável pelo projeto piloto e implantação da entidade.

Entre o projeto inicial do Espaço Mania Cultural até a posse do primeiro grupo de conselheiros, quem esteve a frente de todo o processo foi Luiz Murillo Tobias, com o apoio técnico Sylvio Nunes Pereira e Luiz Otávio Ferreira. Além do suporte de muitas pessoas (tantas que optamos por não listar para não correr o risco de esquecer de alguém!) que contribuíram na coleta das assinaturas, apoio no Espaço Mania Cultural, divulgação da proposta em rádios, emissão de documentos, preparação da sede, entre outras ações que levaram até o dia do registro da entidade e posse dos primeiros conselheiros. Esse processo inicial durou quase 3 anos.  A partir daí, houve a seguinte sequência de gestores indicados em Assembleia Geral.

A FUNJOR teve os seguintes gestores executivos responsáveis:

1999-2000 – Luiz Murillo Tobias (engenheiro) – Responsável pelo Espaço Mania Cultural
2000-2001 – Luiz Murillo Tobias (engenheiro) – Responsável pelo Registro e implantação da Fundação José Ricardo
2002-2003 – Luiz Murillo Tobias (engenheiro) – Presidente Fundação José Ricardo
2004-2005 – Gerdal dos Santos (advogado)- Presidente Fundação José Ricardo
2006-2007 – Gerdal dos Santos (advogado)- Presidente Fundação José Ricardo
2008-2009 – Armênio Santiago Cardoso (economista) – Presidente Fundação José Ricardo
2010-2011 – Gerdal dos Santos (advogado)- Presidente Fundação José Ricardo
2012-2013 – Gerdal dos Santos (advogado)- Presidente transição Fundação José Ricardo / A.A.A.A – Instituto FUNJOR
2013-2016 – Gerdal dos Santos (advogado)- Presidente A.A.A.A – Instituto FUNJOR
2017-2020 – Armênio Santiago Cardoso (economista) – Presidente A.A.A.A – Instituto FUNJOR
2021-2024 – Antonio José Braga Linhares (administrador) – Presidente A.A.A.A – Instituto FUNJOR

Vários associados somaram como conselheiros (Curador, Diretor, Fiscal e Cultural) da Fundação Jose Ricardo e do Instituto FUNJOR (Executivo e Fiscal):

Adelaide Chiozzo; Ademilde Fonseca; Agnaldo Timóteo; Almir Saint-Clair; Artur Rodrigues; Ataulpho Alves Jr.; Antonio José Linhares; Armênio Santiago Cardoso; Antonio Costa; Amaury dos Santos; Alice Maria Vianna; Bob Lester; Bruno Alves Chaves; Bete Conde; Brigite Wilke; Cláudia Telles; Claudio Fontana; Cleid Estefânia; Celio Berrondo; Ceila Passos; Candeias Jota Jr.; David Bizzo; Ellen de Lima; Emilinha Borba; Eurídice Vieira; Gerdal dos Santos; Gina Teixeira; Hercy Maria; Hugo Miada; Iterbio Galiano Aldrighi; Isabelita dos Patins; Ivan Bezerra; Ivan Salvador; Jerry Adriani; João Bani; Jomara Knoff; José Messias; Jefferson Joel Pinto; José Schiller; José Ricardo Tobias; José Vicente Lopez; Jorge Goulart; Luiz Vieira; Luiz Murillo Tobias; Luiz Otávio F. da Silva; Lygia Maria Lessa Bastos; Leny Bello; Márcio MontSerrat; Marco Rodrigo; Maria Amélia Amaral Palladino; Márcio Gomes; Marcelo Miranda; Marcelo Chimelli; Marília Bevilacqua;  Nicette Bruno; Nelson Curvelano Jr.; Paulo Lima Pereira; Paulo Senna; Pierre Polzin; Roberto Correa; Rosa Marya Colin; Suely Franco; Sylvio Nunes Pereira; Thereza Moraes; Venilton Santos; Vânia Barbosa, Wilson de Rezende e Zédi.