O lançamento do livro ´Magnifico Sivuca, Maestro da Sanfona, de Flávia Barreto, será no próximo dia 17 de julho de 2013 (quarta), às 16 horas, na ABI – Associação Brasileira de Imprensa (Rua Araujo Porto Alegre, 71 – Centro, Rio de Janeiro).

Pauta do Evento :
16 horas – Palestra com a Autora
17 horas – Sessao de Autografos

Sobre a autora

Flavia Barreto é socióloga, Doutora em Ciências Humanas pela UFRJ. Pós Doutora pelo PACC/UFRJ (Programa Avançado em Cultura Contemporânea). Professora e pesquisadora da UERJ. Coordenadora do Projeto Sivuca Maestro da Sanfona. Filha única de Sivuca está à frente de várias iniciativas de preservação da memória do pai.

Sinopse da Biografia de Sivuca

A biografia está dividida em sete capítulos que se referem a etapas da vida do artista. A narrativa biográfica segue a ordem cronológica e cada capítulo se desenrola em cenários diferentes:

– O primeiro capítulo, período – 1930-1945, acontece em Itabaiana, Paraíba a cidade de nascimento de Sivuca;
– O segundo capítulo, período 1945-1955, tem como cenário a cidade de Recife, onde Sivuca se forma profissionalmente como maestro em encontros definitivos com importantes figuras musicais como Nelson Ferreira (frevo), Guerra-Peixe (música clássica, orquestração). A trajetória de Sivuca dialoga com a história o rádio no Brasil e todas as polêmicas adjacentes;
– O terceiro capítulo, período 1955 – 1958, tem como ambientação a cidade do Rio de Janeiro e todas as profundas modificações no cenário musical, com o advento da bossa nova. O artista vive ascensão e queda;
– O quarto capítulo, período 1958-1964, leva o leitor a percorrer o cenário musical europeu e as peripécias de Sivuca na Inglaterra, Itália, em Portugal e a consagração em Paris;
– O quinto capítulo, período 1964, traz Sivuca de volta ao Brasil no período do governo militar para vivenciar profundamente o isolamento da sanfona como instrumento musical preferencial e amado por ele;
– O sexto capítulo, período 1964 – 1976, acontece em Nova Iorque, cidade em que Sivuca vai viver sua consagração definitiva em meio ao ambiente musical do jazz. O leitor toma contato com algo que até então parece impossível: a brancura do artista albino não é fator de impedimento para que ele seja acolhido, através da música, pelo movimento de luta dos direitos civis dos negros norte-americanos;
– O sétimo capítulo, período 1976 – 2006, contém uma síntese dos últimos trinta anos de vida e experimentações musicais de Sivuca. Um momento de reflexão sobre a relação entre o artista e mercado musical e fonográfico.

O trabalho cuidadoso de pesquisa, bem como o cuidado afetivo com a narrativa, fazem com que este livro seja uma colaboração para a preservação do patrimônio musical brasileiro e divulgação da vida e obra de Sivuca, um artista brasileiro cujo reconhecimento no exterior suplanta o sucesso em nosso país. Trata-se, portanto, de um esforço de luta pela valorização de nosso patrimônio cultural brasileiro.

Informações técnicas

– O livro é uma brochura com 416 páginas, capa com verniz localizado;
– Ilustrações de Lyrah Colvin, artista plástica formada em Fine Arts pela Universidade de Reading, UK. Lyrah Colvin é neta de Sivuca;
– Orelha de Ariano Suassuna;
– Prefácio de Sergio Cabral;

Informações complementares
(21) 2256-7848
sivuca@sivucamaestro.com
www.sivucamaestro.com